Infecção Urinária Recorrente

O que é?

A Infecção urinária (ITU) recorrente é definida pelo seguinte padrão: 3 infecções urinárias no último ano ou 2 infecções nos últimos 6 meses, devendo ser documentada por exame de cultura de urina. Acomete mais mulheres que homens, principalmente após a menopausa, onde alterações próprias do envelhecimento diminuem a imunidade do organismo e predispõem a infecções.

Normalmente é causada por Escherichia coli, presente nas fezes da própria paciente e que contamina a via urinária através da vagina/uretra. Entrando na vagina juntamente com suor, água ou durante a tentativa de limpeza das fezes (após ato de defecar).

Infecção Urinária Recorrente

Como prevenir as infecções urinárias de repetição com mudança dos hábitos?

Situações que predispõem as infecções urinárias devem ser descobertas pelas pacientes com a ajuda do médico como, por exemplo, situações que predispõem a entrada de fezes da própria paciente na vagina: uso de duchas para limpeza das fezes pode levar água com fezes para dentro da vagina e deve ser desaconselhado.

Beber pouca água, ficar longos períodos sem urinar e manter relações sexuais com bexiga cheia ou pouca lubrificação vaginal podem propiciar episódios de infecção urinária de repetição. Roupas ou atividades que gerem muito suor de forma continuada na região perineal poderiam, em teoria, aumentar os episódios de ITU. Tecidos de algodão/naturais devem ser preferidos aos sintéticos.

Existe tratamento para evitar infecções urinárias de repetição?

Muito se estudou para evitar as infecções urinárias de repetição. Na literatura atual, existe recomendação (com forte evidência) o uso de:

1) Imunomoduladores, que são os lisados bacterianos de E. coli que devem ser usados por 3 meses.

2) Reposição hormonal tópica nos casos de mulheres na pós- menopausa, após avaliação ginecológica e mamária por um médico.

3) Lubrificantes íntimos e antibióticos em doses baixas, principalmente pós-coitais se as infecções urinárias tiverem nítida correlação com as penetrações vaginais.

4) O cranberry: não usar! Estudo recente com meta-análise incluindo 24 estudos e compreendendo 4.473 participantes mostrou que os produtos atuais com cranberry não reduziram significativamente a ocorrência de ITU sintomática em mulheres.

A paciente deve sempre procurar um médico urologista experiente para que possam ser compreendidos os mecanismos de infecção urinária de repetição, medidas preventivas comportamentais e medicamentosas possam ser tomadas, se reduzindo desta forma os episódios de infecções e melhorando a qualidade de vida da paciente.

As informações contidas neste portal está disponível com objetivo estritamente educacional. Em hipótese alguma pretende substituir a consulta médica, a realização de exame e/ou o tratamento médico. Em caso de dúvidas, fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas.

Resp. Técnico - Dr. Fernando Zapparoli • CRM 108928 (SP) • 40021 (MG)

Compartilhar:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on print
Share on email

onde estamos

BARRETOS

Instituto de Medicina Avançada (IMA)

Avenida 25, 833 (Entre as Ruas 20 e 22)
Centro – Barretos | SP

SÃO JOSÉ DO RIO PRETO

INCA | Instituto do Câncer - Rio Preto

Rua Jaci, 3134 – Vila Redentora
São José do Rio Preto – SP

fale conosco

CONTATO

Para agendamento de consultas, dúvidas, ou sugestões, fale com a gente!

BARRETOS

Instituto de Medicina Avançada (IMA)

SÃO JOSÉ DO RIO PRETO

INCA | Instituto do Câncer - Rio Preto

Open chat