Exame de toque retal é importante para checar a próstata; confie em seu urologista

Um dos exames mais temidos pelos homens é aquele que diagnostica o câncer de próstata. Cercado de preconceito, o exame de toque retal é evitado por grande parcela da população, o que desencadeia consequências graves para o homem. O exame de toque retal é feito pelo médico urologista no próprio consultório e dura, em média, menos de um minuto. O profissional introduz o dedo indicador no ânus do paciente para sentir a próstata, que está localizada na região à frente do reto. A posição varia de acordo com o médico e também com as limitações do paciente. O exame pode ser feito, por exemplo, com a inclinação do paciente sobre uma mesa ou, ainda, deitado lateralmente. Vale destacar que o médico utiliza uma luva de látex ou plástico lubrificada, o que diminui o desconforto e evita a dor.

O toque retal é um exame muito importante para detectar o câncer, pois, ao introduzir o dedo no ânus, o urologista consegue perceber a presença de um nódulo e até mesmo sentir a consistência da próstata. Identificando um tumor, o médico pede uma biópsia, que confirmará ou não a presença de um câncer. É importante frisar que, após os 50 anos, a recomendação de muitos médicos é a de que o exame de toque retal seja realizado anualmente. A idade cai para 45 anos caso existam casos de câncer de próstata em familiares, como pai e irmãos, diagnosticados antes dos 60 anos. Se o urologista identificar o câncer  nas fases iniciais de desenvolvimento, as chances de cura são maiores, o que justifica a importância da realização periódica do exame.

Muitos homens perguntam-se por que não podem realizar apenas o PSA (Antígeno Prostático Específico), exame que avalia a quantidade de uma substância produzida na próstata, que aumenta na presença de câncer. Isso se deve ao fato de que o PSA, apesar de muito eficiente, pode não sofrer alterações em todos os homens com câncer. Sendo assim, o tumor pode estar presente em homens com PSA normal.

Além de ser usado para o diagnóstico de câncer, o exame de toque retal também é importante para verificar se o tumor espalhou-se para outros tecidos e para verificar se ele voltou após o tratamento concluído. Percebe-se, portanto, que é fundamental para o controle dessa doença.

Fonte: Mundo Educação – Doenças

As informações contidas neste portal está disponível com objetivo estritamente educacional. Em hipótese alguma pretende substituir a consulta médica, a realização de exame e/ou o tratamento médico. Em caso de dúvidas, fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas.

Resp. Técnico - Dr. Fernando Zapparoli • CRM 108928 (SP) • 40021 (MG)

Compartilhar:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on print
Share on email

onde estamos

BARRETOS

Instituto de Medicina Avançada (IMA)

Avenida 25, 833 (Entre as Ruas 20 e 22)
Centro – Barretos | SP

SÃO JOSÉ DO RIO PRETO

INCA | Instituto do Câncer - Rio Preto

Rua Jaci, 3134 – Vila Redentora
São José do Rio Preto – SP

fale conosco

CONTATO

Para agendamento de consultas, dúvidas, ou sugestões, fale com a gente!

BARRETOS

Instituto de Medicina Avançada (IMA)

SÃO JOSÉ DO RIO PRETO

INCA | Instituto do Câncer - Rio Preto

Open chat