Varicocele

Bexiga Hiperativa
6 de setembro de 2017
Incontinência Urinária
6 de setembro de 2017
Exibir Tudo

Varicocele

O que é?
A varicocele é a dilatação, alongamento e tortuosidade da veia espermática interna (plexo pampiniforme), mais comum à esquerda. Ela incide em cerca de 10 a 20 % dos homens, podendo ser diagnosticada em qualquer fase da vida.
Existe uma associação entre varicocele e infertilidade masculina, muito embora 70% dos portadores de varicocele sejam férteis. A varicocele é a causa tratável mais comum de infertilidade masculina.

Sintomas
A maioria dos indivíduos portadores de varicocele é assintomática. Alguns deles ocasionalmente apresentam sensação de peso, dor intermitente que pioram com abstinência sexual e outros com queixas de aumento do volume escrotal ou alteração da posição de um dos testículos. Cada vez mais aumenta a procura de homens ou casais com história de infertilidade conjugal.

Diagnóstico
O exame físico é fundamental para o diagnóstico e deve ser realizado primeiro com o paciente em pé e depois deitado, em ambiente tranquilo e temperatura não refrigerada, o que favorece o relaxamento da musculatura escrotal. A manobra de Valsalva durante a realização da inspeção e a palpação facilita a identificação das veias dilatadas. A assimetria dos testículos deve ser observada e o canal inguinal tocado para avaliar e diferenciar de outras condições que podem ser tratadas em conjunto com a varicocele (hérnias).

Tratamento
Em homens adultos casados com infertilidade e alterações seminais ou solteiros com alterações seminais. A varicocele sem alterações seminais não é suficiente para indicação de correção cirúrgica em casos de infertilidade conjugal. Adolescentes com assimetria ou hipotrofia testicular, varicocele
GIII, alterações seminais (quando avaliável).

Existe uma tendência em se corrigir a varicocele de pacientes azoospérmicos não obstrutivos, afastadas as causas genéticas de infertilidade masculina.
Como a varicocele tem um caráter progressivo, recomenda-se a correção cirúrgica em homens solteiros com espermogramas alterados.

Fonte: Sociedade Brasileira de Urologia (SBU)