OMS estima 18 milhões de novos casos de câncer no mundo até o final de 2018

Campanha promovida pela SBU estimula jovens a se consultarem com urologistas
16 de setembro de 2018
Sociedade Brasileira de Cancerologia lembra que prevenção no câncer salva vidas
17 de novembro de 2018
Exibir Tudo

OMS estima 18 milhões de novos casos de câncer no mundo até o final de 2018

O câncer irá tirar a vida de 9,6 milhões de pessoas em 2018, representando uma em cada oito mortes entre homens e uma em cada 11 mortes entre mulheres, informou a agência de pesquisa sobre câncer da Organização Mundial da Saúde (OMS). Em seu relatório Globocan, que detalha a prevalência e a taxa de mortalidade de vários tipos de câncer, a Agência Internacional para Pesquisa sobre Câncer (IARC) disse que estimados 18,1 milhões de novos casos de câncer surgirão neste ano.

O número é superior aos 14,1 milhões de novos casos e as 8,2 milhões de mortes previstos em 2012, quando a última pesquisa Globocan foi publicada. O IARC disse que o fardo crescente do câncer – caracterizado como o número de novos casos, a prevalência e o número de mortes pela doença – se deve a vários fatores, como o desenvolvimento social e econômico e as populações maiores e mais velhas. Em economias emergentes, disse, também há uma transição de formas de câncer relacionadas à pobreza e a infecções para formas de câncer ligadas a estilos de vida e dietas mais típicas de países ricos.

O câncer de pulmão – causado principalmente pelo fumo – é a principal causa de mortes por câncer em todo o mundo, disse o relatório. Assim como o câncer de mama, o câncer de pulmão também está entre as maiores causas de casos novos da doença: 2,1 milhões de casos novos de cada tipo devem ser diagnosticados somente neste ano. Com uma estimativa de 1,8 milhão de casos novos em 2018, o câncer colorretal é o terceiro tipo mais diagnosticado, seguido pelo câncer de próstata e o câncer de estômago.

Fonte: G1