Mudança de hábitos pode evitar 63 mil mortes por câncer todo ano no Brasil

Quem passou pelo câncer tem de mudar o estilo de vida, aponta pesquisa
6 de fevereiro de 2019
Abril é o mês de conscientização do câncer de testículo
15 de abril de 2019
Exibir Tudo

Mudança de hábitos pode evitar 63 mil mortes por câncer todo ano no Brasil

Estilo de vida não saudável causa mais de 100 mil casos e 60 mil mortes por câncer todo ano no Brasil. Foi o que apontou uma pesquisa realizada pela Faculdade de Medicina da USP (FMUSP) e a Harvard University. Segundo o estudo, estima-se que, por ano no Brasil, 114 mil casos de câncer (27% do total) e 63 mil mortes pela doença (34% do total) poderiam ser evitados com a redução de cinco fatores de risco relacionados ao estilo de vida: tabagismo, consumo de álcool, excesso de peso, alimentação não saudável e falta de atividade física. O assunto é tema de artigo publicado na revista Cancer Epidemiology em fevereiro de 2019.
Segundo um dos pesquisadores e um dos autores do artigo, da Faculdade de Medicina, Leandro Fórnias Machado de Rezenda, já havia um consenso na literatura científica de que o estilo de vida não saudável estaria associado ao aumento no risco de 20 tipos de câncer: o de laringe, de pulmão, esôfago, orofaringe, cólon e reto, cavidade oral, bexiga, fígado, estômago, colo e corpo do útero, rim, vesícula biliar, mama, pâncreas, leucemia mieloide, mieloma múltiplo, tireoide, ovário e próstata. “A novidade da pesquisa foi estimar a proporção de casos e de mortes por câncer que poderiam ser potencialmente evitados pela eliminação ou redução dos fatores de risco no estilo de vida dos brasileiros”, explica.
Segundo dados da Agência Internacional de Pesquisa em Câncer (Iarc), esses tipos de câncer correspondem a aproximadamente 80% de todos os casos de câncer (excluindo o câncer de pelo não melanona), diagnosticados no Brasil.

FONTE: JORNAL DA USP